Já estão abertas as inscrições de produtores rurais para as capacitações do projeto ABC Cerrado. Os cursos são gratuitos e o participante poderá escolher uma das quatro tecnologias sustentáveis de produção para ser capacitado: recuperação de pastagens degradadas, integração lavoura-pecuária-floresta, sistema plantio direto e florestas plantadas.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente por meio do preenchimento de uma ficha disponível no endereço http://www.senar.org.br/pre-inscricao-do-processo-de-mobilizacao, no Sindicato Rural de Araguatins, no Núcleo Regional do SENAR, na avenida Siqueira Campos, centro da cidade e no site do SENAR Brasil. Os treinamentos têm carga horária de 56 horas, divididos em quatro encontros. As vagas são limitadas e a previsão é que as capacitações, que serão ministradas por instrutores capacitados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), comecem em fevereiro.

Projeto ABC Cerrado

Ação conjunta do SENAR, do Ministério da Agricultura e da Embrapa, o Projeto ABC Cerrado difunde e incentiva a adoção de práticas sustentáveis para a redução das emissões de gases de efeito estufa e sensibiliza o produtor para que ele invista na sua propriedade para impulsionar produtividade e renda, mantendo o meio ambiente preservado. O SENAR é responsável pela formação profissional dos produtores nas tecnologias e pela assistência técnica e gerencial de propriedades rurais, com recursos do Programa de Investimentos em

Florestas (FIP, sigla em inglês) – administrados pelo Banco Mundial, que doou US$ 10,6 milhões para a execução do projeto.

O ABC Cerrado atende oito Estados do Bioma Cerrado (Tocantins, Goiás, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Bahia, Piauí, Minas Gerais e o Distrito Federal), num período de três anos, com a promoção de quatro processos tecnológicos: recuperação de pastagens degradadas, integração lavoura-pecuária-floresta, sistema plantio direto e florestas plantadas. No Tocantins, 400 propriedades rurais também vão receber assistência técnica e gerencial por meio do projeto.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.