Delegado Thiago Carneiro
Delegado Thiago Carneiro

Depois de um início de ano aparentemente tranquilo, a violência em Parauapebas voltou a recrudescer. Só no último fim de semana três pessoas foram assassinadas na cidade. Diante desse quadro, o diretor da 20ª Seccional de Polícia Civil, Thiago Carneiro, adianta que serão realizadas algumas ações com o objetivo de conter a onda de violência, que havia diminuído no fim do ano.

Segundo o delegado, a Polícia Civil já instaurou inquérito para apurar as circunstâncias dos crimes e prender os autores dos homicídios. “Infelizmente começamos 2016 com violência acima do esperado. Isso nos causa preocupação”, diz o delegado. Ele adianta que o Governo do Estado vai realizar concurso para a Polícia Civil, disponibilizando 150 vagas para delegado, 300 para investigadores, 180 para escrivão e 20 para papiloscopista, no total de 650 vagas.

Com isso, Thiago espera que haja aumento do efetivo de Parauapebas em número que justifique a instalação de mais de uma delegacia de polícia.  “Existe projeto nesse sentido e vamos lutar para que se concretize, aumentando o atendimento à população de Parauapebas”, ressalta Thiago, frisando que com mais efetivo se amplia o combate a criminalidade na cidade.

Uma das vítimas de homicídio foi Marcos Alves de Oliveira, de 19 anos, alvejado com um tiro na testa na Rua Apóstolo Pedro, Bairro Betânia. A vítima foi atingida por volta das 5h30 de domingo (10), quando vizinhos ouviram os dois disparos. Sobre o crime, o investigador Benjamin, que esteve no local, informou que ao entrar na residência dele percebeu que havia ocorrido uma briga, já que a residência estava bastante revirada.

“Os objetos da vítima estavam espalhados. Segundo informações, havia uma pessoa na casa nas noites anteriores. Há um suspeito, mas manteremos o restante da investigação em sigilo para tentarmos chegar a ele”, comentou. O policial acrescentou que informações colhidas no local dão conta de que Marcos era usuário de entorpecentes e também comercializava as substâncias.

“Outra linha é que ele era separado da esposa e para a polícia sempre há a possibilidade de que haja envolvimento de um ex-companheiro ou de alguém envolvido com essas pessoas”, observou. Ele acrescentou que foi utilizada uma pistola 380, provavelmente, para a prática do crime, o que só poderá ser confirmado após o laudo emitido pelo Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, tanto do local do crime quanto da necropsia realizada no cadáver.

Também no domingo foi encontrado um corpo dentro de um córrego, no Bairro Novo Brasil, às margens de uma ponte na Rodovia PA-275. O corpo, sem identificação até esta segunda-feira (11), apresentava um ferimento de facão na cabeça. Ainda no domingo, a briga entre dois homens terminou com um morto a golpe de faca. Por fim, foi registrada uma tentativa de homicídio contra outro homem, também não identificado e por arma branca, que está internado no Hospital Municipal e corre risco de morte.

(Tina Santos e Luciana Marschall com informações de Ronaldo Modesto)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.