Cerca de 500 famílias que vivem dentro da reserva indígena Apiterewa, em São Félix do Xingú, sul do Pará, montaram acampamento em frente à base do Exército, na comunidade de São Francisco. Eles protestam contra a retirada dos ocupantes da área.

Um a operação da Fundação Nacional do Índio (Funai), em parceria com o Exército, Força Nacional, Ibama e o Incra começou no último dia 10 para retirar mais de duas mil pessoas que vivem irregularmente na reserva.

As famílias alegam que não vão receber nenhum tipo de indenização por parte do Governo Federal e que vão permanecer em frente a base do Exército por tempo indeterminado.

A Funai informou que as famílias que tem direito serão indenizadas e todas já foram cadastradas. Os moradores do assentamento, que fica dentro da área indígena, devem ser remanejados para outro local.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.