f_Manus (1)Os moradores da Avenida Manaus, no núcleo Cidade Nova, estão padecendo com as constantes enchentes no local. Isso porque as manilhas estão entupidas, além do diâmetro atual que não comporta mais o volume das águas pluviais, segundo a Prefeitura de Marabá. O logradouro chegou a ser pavimentado com concreto na tentativa de solucionar o problema, mas nem parece ter resolvido.

A situação da principal via do bairro a primeira vista, pode-se perceber buracos no chão abertos e manilhas aparecendo. Quem passa pelo local reclamava que há dois meses a obra havia começado, mas, aparentemente, sem previsão de término. Essa rua é um caos, alaga tudo e agora, para completar, os buracos estão abertos”, desabafou a moradora Marielle Carvalho. Além do risco de acidente, Marielle reclama que a farmácia onde ela trabalha teve uma queda de movimento por conta dos alagamentos constantes e que já danificou um vidro da loja.

Em entrevista o coronel Benjó, do Corpo de Bombeiros, disse que há um planejamento prévio, o qual envolve todos os órgãos oficiais, que estabelece um plano de trabalho em casos enchente.

Em nota, a Prefeitura informou que o problema dos alagamentos na Avenida Manaus é crônico, principalmente em época de chuvas como a atual. “A tubulação empregada na drenagem daquela via, quando foi pavimentada, é de diâmetro muito pequeno para o volume das águas pluviais. Além disso, ao logo dos anos, essas tubulações ficaram entupidas de areia e de lixo jogado pelos próprios moradores nos bueiros”, diz trecho do documento.

Ainda segundo a Prefeitura, para tentar minimizar essa situação, a Secretaria Municipal de Viação e Obras Públicas (Sevop), desde o final do ano passado vem efetuando um trabalho de desentupimento das manilhas e dos bueiros, que além de demorado, tem sido interrompido pelas chuvas nas últimas semanas. Entretanto, a previsão é que o serviço termine em breve.

“É intenção da administração municipal fazer uma nova drenagem na avenida, removendo toda a tubulação antiga e trocando por manilhas de diâmetro maior. Para isso, está buscando recursos e parcerias”, finalizou a nota. (Com informações do CT Online/Jackeline Chagas)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.