rio

O nível do rio Tocantins começou a subir e já preocupa os moradores ribeirinhos que vivem no município de Imperatriz. O nível aumentou cinco metros e já começou a mudar a rotina das balsas que fazem a travessia de veículos e passageiros. As embarcações que operam agora são menores para facilitar o sobe e desce na área mais estreita.

A Defesa Civil concluiu o cadastramento das famílias, e agora faz o monitoramento do nível da água. Com aumento do volume de água nas hidrelétricas de Estreito e Lajeado, o maior temor dos ribeirinhos, neste momento, é a proximidade da água dentro e fora de suas residências.

A vendedora Rosimar da Costa diz que sabe do perigo da cheia no rio, mas não se mudará mesmo podendo perder o seu lar. “O ribeirinho que mora aqui é porque gosta daqui. Ninguém nunca me tirou daqui para me levar para lugar nenhum. Eu sempre fico aqui. Tenho a minha casa ali em cima. Eu fico na minha casa”.

O comerciante Antônio Timóteo afirma que está precavido, caso a sua loja de móveis e eletrodomésticos, situada em uma área que costuma alagar, seja alvo das enchentes. “Eu bati uma laje e a água chegando vamos colocar os móveis em cima e aguardar a água baixar para descer e continuar trabalhando. Já fui avisado pela a Defesa Civil e já estou em alerta”, finaliza.

Até o momento, 519 famílias foram cadastradas pela Defesa Civil. Os abrigos e a logística para a remoção dos ribeirinhos, em caso de enchente, segundo o órgão, já estão sendo providenciados.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.