1453405559-62510367

O Procon realiza, em Imperatriz, fiscalizações nos estabelecimentos bancários da cidade para garantir cumprimento da legislação que rege os direitos do consumidor.

De acordo com a gestora de fiscalização, Fernanda Bianquini, o objetivo é garantir que os bancos ofereçam um atendimento humanizado, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor. Ela ressalta que além do tempo de espera, durante as fiscalizações são averiguados, por exemplo, o atendimento eficiente, no prazo máximo de 30 minutos em dias normais e 40 minutos às vésperas e após feriados.

Também é verificado se as instituições estão realizando emissão de bilhete de senha impresso mecanicamente identificando o horário de recebimento, a instituição bancária e a agência. “As ações não se restringem somente às filas. Mas ao conjunto que envolve o atendimento por completo”, afirma Bianquini.

Em relação à estrutura dos locais de atendimentos, as equipes de fiscalização observam se há disponibilização de assentos, bebedouros de água e banheiros para uso dos clientes. De acordo a coordenadora do Procon de Imperatriz, Tereza Perpetuo, deixar de reservar o mínimo de 15 assentos ao atendimento de idosos, gestantes, portadores de deficiência física e pessoas com crianças de colo, através de senhas numéricas preferenciais, também é uma violação ao direito do consumidor. (iMirante)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.