deputados do bico

Os 3 deputados estaduais que representam o Bico do Papagaio na Assembleia Legislativa, gastaram em 2015, R$ 1.406.256,50, só com a verba indenizatória para o custeio da atividade parlamentar. Todo deputado tem direito ao recurso para ressarcimento de despesas realizadas em razão da atividade inerente ao exercício do mandato, liberada mediante requerimento e comprovação dos gastos.

Rocha Miranda foi o deputado biquense mais gastador. O araguatinense consumiu R$ 416.054,88. Este dinheiro pode ser utilizado com gastos como combustível, manutenção de veículos, locação e fretamento de veículos, serviços de consultoria, divulgação da atividade parlamentar, material de expediente e informática, passagens, hospedagem, alimentação, assinatura de periódicos e clippings e promoção e participação em eventos.

Além do gasto com a verba indenizatória, o deputado tem direito ao salário fixo de R$ 25.322,25, verbas de gabinete R$ 72.722,03 para pagar assessores e o auxílio-moradia de R$ 3,8 mil. Deste modo, o gasto mensal com Rocha Miranda é de R$ 137.160,68 ou R$ 1.743,972,44, por ano.

Os outros dois parlamentares do Bico do Papagaio, Amélio Cayres (SD) e José Bonifácio (PR), tem os mesmo direitos. Em 2015, Cayres gastou de verba indenizatória R$ 501.205,13 e Bonifácio R$ 488.996,49. A princípio, os gastos com a verba parecem maiores que os de Rocha Miranda, mas nos valores de Amélio e Bonifácio estão inclusos restos a pagar do mês de dezembro de 2014, legislatura anterior que não tinha a participação de Rocha Miranda.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.