f_Vereadores de Bom Jesus Antônio Nanô Freitas e Nelson ZorteaA Prefeitura de Bom Jesus do Tocantins prorrogou o recesso dos servidores públicos até o dia 31 de janeiro, com exceção dos servidores da Secretaria Municipal de Educação e do Hospital Municipal que já retornaram às atividades. Por telefone, o prefeito Sidney Moreira de Souza confirmou que os postos estão fechados e informou que o motivo da prorrogação foi por questões econômicas. Após conversar com seus advogados, Sidney optou por sanar dívidas públicas e efetuar o pagamento do décimo terceiro. E para conter gastos, adiou a volta dos serviços básicos de saúde do município.

“Estamos em dificuldades financeiras. Aqui ainda conseguimos pagar o décimo terceiro salário, estamos quitando as dívidas, por isso os postos de saúde e serviços básicos estão suspensos. Quem precisa de atendimento está sendo encaminhado para o Hospital Municipal”, disse o prefeito.

Os vereadores Antônio Nanô e Nelson Zortea falaram sobre a situação em que se encontra a saúde pública de Bom Jesus do Tocantins. Em denúncia feita ao Ministério Público Estadual, Nanô conta que o município de Bom Jesus está em recesso desde o dia 11 de dezembro e que serviços como vacinação, consultas e pré-natal não estão sendo ofertados nos postos no momento.

“Tem grávidas em final de gestação, por exemplo, que estão recorrendo a outros municípios para dar à luz. Os funcionários da saúde, que deveriam estar prestando o serviço, estão em casa, recebendo sem trabalhar”, relatou o vereador Antônio Freitas.

Para o prefeito de Bom Jesus, a denúncia é intriga da oposição que “não se preocupa com os assuntos coletivos”, como ele disse em entrevista. Segundo o prefeito, a população continua sendo atendida normalmente no Hospital Municipal de Bom Jesus do Tocantins e que prorrogar o recesso foi a escolha mais coerente para o momento econômico que o município enfrenta. Entramos em contato com a secretaria de saúde do município, mas até o fechamento desta edição ninguém atendeu as ligações.(CT Online/Jackeline Chagas)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.