Últimas notícias

Motoristas amargaram em atoleiro na Transamazônica

Os diversos atoleiros na rodovia Transamazônica (BR-230), durante este período chuvoso tem causado transtorno aos usuários da estrada. Semana passada por exemplo no trecho Marabá–Itupiranga, muitos tiveram seus negócios atrasados e demonstraram revolta. Motoristas e passageiros que trafegavam nos dois sentidos reclamavam da situação calamitosa e se queixavam da falta de atenção das autoridades competentes.

Para o motorista de van José Wilson de Oliveira, quando o carro atola, os passageiros começam a ficar estressados e passam a exigir que o motorista “se vire” para ultrapassar o atoleiro. “Eu fico até envergonhado nessas situações. É bastante constrangedor. O pior é saber que o passageiro tem razão, mas fazer o quê?”, declarou o vanzeiro, dizendo-se indignado com a situação “precária”, segundo ele, das estradas da região.

O agricultor Antônio Miranda da Silva, de 59 anos, disse que em toda campanha política é prometido o asfaltamento da rodovia. Mas, conforme Miranda, que ninguém se iluda. “É só conversa de palanque. Depois, quem paga o pato são os motoristas e passageiros, que precisam trafegar pelo inverno rigoroso da famosa Transamargura”, criticou o colono, de acordo com quem a situação da rodovia está mais apropriada para fazer filme de aventura, do tipo Tarzan. (Juscelino Ferreira, freelancer – Correio Tocantins)

Deixe seu comentário