A mulher do ex-senador suspeito de abuso sexual Nezinho Alencar saiu da Cadeia Feminina em Palmas no último dia 4. De acordo com a Secretaria de Cidadania e Justiça do Tocantins, a mulher, que não teve o nome divulgado saiu da cadeia 12 dias após sua prisão mediante alvará de Justiça.

A esposa de Nezinho foi detida porque teria tentado subornar o pai das vítimas para que o caso não chegasse à polícia. Já o ex-senador, preso no mesmo dia que sua esposa, continua na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP). Ele foi preso durante a operação Confiar realizada pela Polícia Federal.

Nezinho teria abusado sexualmente das filhas de um vaqueiro que era funcionário de uma das fazendas do ex-senador no Tocantins, uma de oito e outra de seis anos de idade. Para comprovar o crime, o pai gravou o abuso com um celular.

A Polícia Federal informou que o inquérito já foi concluído e enviado à Justiça Federal. O caso segue em sigilo e por esta razão mais detalhes não foram informados. (Jornal do Tocantins)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.