Um pastor dono de duas igrejas foi preso suspeito de abusar da filha de 17 anos, na cidade de Vila Velha, no Espírito Santo. A própria vítima denunciou o pai após se mudar para a casa de uma amiga. Segundo ela, os abusos aconteciam há cerca de três anos diariamente e sempre nos mesmos horários.

Em depoimento à polícia, o homem confessou os atos e disse que os fazia para comprovar a virgindade da filha. As agressões eram físicas e verbais, e, frente ao choro da adolescente, ele parava e pedia perdão. Às autoridades, a madrasta da jovem, que morava com eles, afirmou que não sabia dos abusos.

Segundo a reportagem do Diário de São Paulo, o pastor suspeitava que a filha tinha um namorado e ela só poderia se casar na igreja dele se fosse virgem. Se condenado, o homem poderá pegar 15 anos de prisão.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.