ifto

No dia 23 de março de 1988, a Escola Agrotécnica Federal de Araguatins (EAFA), iniciava suas atividades apenas com parte das obras da escola concluída, e um quadro reduzido de pessoal que acumulava funções, para que a EAFA pudesse funcionar normalmente, com uma turma inicial de apenas de 55 alunos no curso técnico. Com o passar dos anos, a escola foi ganhando notoriedade na região do Bico do Papagaio, se consolidado, como instituição de ponta, no que se refere ao ensino técnico e tecnológico de qualidade.

Em 28 de dezembro de 2008, com a sanção da Lei n° 11.892, que instituiu a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e criou os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, a Escola Agrotécnica passou a integrar o Instituto Federal do Tocantins (IFTO).

Atualmente o Campus Araguatins, do IFTO, que completa nesta quarta-feira, 23, seus 28 anos de existência, atende aproximadamente 1200 alunos de diversas regiões do país e é referência no ensino agrotecnológico, contando com 206 servidores e 176 terceirizados. O campus oferece os cursos superiores em Agronomia, Ciências Biológicas e Computação; os técnicos integrados ao Ensino Médio em Agropecuária e Rede de Computadores e o técnico em Agropecuária subsequente.

“Tenho imenso amor e respeito por essa instituição, que é parte da minha vida, com a qual eu cresci. Ao longo desses anos, muitas foram às transformações que se pode perceber no campus, em sua estrutura e nas pessoas que constroem sua história. Sempre trabalhei muito e o fiz e o faço com muito amor, dedicação e respeito a essa instituição. O campus merece o meu melhor, e é isso que eu procuro oferecer a cada novo dia”, declarou à servidora, Raimunda Vieira, que atua na instituição há 28 anos.

Para o diretor-geral, Décio Dias dos Reis, os avanços são resultados do compromisso do Campus Araguatins com sua missão, que consiste em proporcionar desenvolvimento educacional, científico e tecnológico, por meio da formação pessoal e qualificação profissional.

Infraestrutura

Com área de 561,8 hectares,o Campus Araguatins possui 52 salas, diversos laboratórios, biblioteca, refeitório (onde são servidas cerca de 950 refeições diariamente), bosque, cantina, espaço de vivência, dois prédios administrativos, Centro Cultural, Centro de treinamento, Alojamento masculino e feminino, campo de futebol society, Piscina semi-olímpica e Ginásio Poliesportivo. Destacam-se ainda os setores de irrigação, desenho técnico e topografia do campus. Encontram-se, ainda, em construção na unidade, um novo prédio, com área total de 2.167,59m², que terá 32 salas de aula e um auditório com capacidade para 220 lugares.

Além das salas de aulas, o campus conta com setores onde funcionam as chamadas vitrines tecnológicas, ou seja, salas de aulas práticas. Esses setores são denominados de UEP’s (Unidade Escolar de Produção).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.