1453496296-318376572

Subiu para 139, o número de vans, ônibus, mototáxi clandestino, táxi-lotação e até veículos particulares, apreendidos na Operação Transporte Legal, desenvolvida há 19 dias pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (Setran), em Imperatriz. A fiscalização, que foi intensificada, vai prosseguir até o dia 31 de dezembro de 2016, o último dia da administração do prefeito Sebastião Madeira.

O secretário de Trânsito e Transportes, José Ribamar Alves Soares, o Cabo J.Ribamar, disse nesta quarta-feira (9), que a operação vem surtindo o efeito esperado que é coibir o transporte ilegal de passageiros no município.

“Nosso propósito é erradicar esse modelo de transporte (ilegal) em Imperatriz. Já temos uma redução de mais de 90% dessa incidência e vamos trabalhar para que no início de abril tenhamos dados mais positivos ainda”, avaliou o secretário.

O titular da Setran disse que foi abordado por alguns motoristas de vans que pediram para ser mantidos numa rota no centro da cidade, mas negou.

“Tinha vanzeiros fazendo um atendimento na ausência da empresa de ônibus, mas a Setran começou a opera, o que não é razoável que eles permaneçam porque a empresa começa a tirar, naturalmente, essa necessidade que tinha desse transporte”, justificou.

Apreensões

O secretário José Ribamar disse que os veículos apreendidos, se em razão de problemas de documentação, são encaminhados para a Ciretran. No caso de apreensão referente apenas ao transporte irregular estão sendo adotadas providencias que o Código de Trânsito prevê que é a aplicação de multas e são
abertos procedimentos pela Setran e Procuradoria Geral do Município.

“Após terem sido feitos esses procedimentos vamos liberando os veículos e inclusive estamos abrindo procedimento porque naquela que são reincidentes podem até perder o alvará”, encerrou. (iMirante)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.