A Câmara dos Vereadores de Araguatins não colocou em pauta Projetos de Lei, na sessão ordinária desta segunda-feira, 20. Entre os proposituras estavam a segunda votação de doação do terreno para o Ministério Público Estadual (MPE), que pretende construir sua sede própria.

Dos onze parlamentares, seis estiveram presentes: Leocy Mota (PMDB), Jairo Ribeiro (PTB), Miguel do Cajueiro (PMDB), Messias Filho (PMDB), Irmão Azevedo (PSC) e Djacy Pereira (PP). Os ausentes foram: Ian Cavalcante (PPS), Sérgio Gomes (SD), Darlan Pernambuco (PR), Manoel da Colônia (PTN) e Professor Gilvan Neri (PSB), coincidentemente todos da bancada de oposição.

De acordo com o presidente da Câmara, o vereador Leocy Mota, a sessão foi antecipada para às 9h, devido reunião do Tribunal de Contas do Estado (TCE), com gestores e equipe técnica de 27 Prefeituras, Câmaras Municipais e Fundos do Bico do Papagaio, que acontece nesta terça-feira, 20, às 9h. Mas o parlamentar confirmou que todos os vereadores foram comunicados, ainda na quinta-feira, 16, sobre a mudança de horário.

“Coincidência ou propositadamente, o certo é que a bancada inteira de oposição não compareceu. Os únicos vereadores que justificaram ausências foram Sérgio Gomes e Darlan, que tinham consultas médicas já agendadas. No mais é preciso entender que votando favorável ou contrários a determinados projetos, não podemos faltar com nossas obrigações de estarmos aqui nas sessões. Afinal, somos pagos pra isso”, disse Leocy.

Procuramos o líder da oposição, vereador Ian Cavalcante (PPS), para pegar um posicionamento sobre a coincidência de toda a bandada oposicionista estar ausente da sessão. Ian confirmou que realmente foi comunicado a tempo, mas no momento não poderia responder em nome da bancada, pois não teve contato com os demais parlamentares. O vereador explicou que sua ausência pessoal também foi por motivo de saúde, para atender seu pai, o ex-vereador Jair Acácio, que passou mal no início desta manhã. “É bom deixar aqui registrado que esta foi minha primeira falta e foi simplesmente por questões de saúde. Nada além disso”, afirmou.

A sessão acabou se resumindo apenas a votação de indicações e requerimentos.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.