Neste final de semana o deputado estadual Ricardo Ayres (PSB), que atualmente é secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Regularização Fundiária e Serviços Regionais, da Prefeitura de Palmas, esteve no Bico do Papagaio, visitando suas bases eleitorais, e ao parar em Axixá do Tocantins, constatou mais um problema de perseguição, enfrentada pela cozinheiras do Centro de Comidas Típicas. A Prefeitura mandou cortar o fornecimento de energia elétrica do local.

Ayres postou um vídeo nas redes sociais, denunciando o problema e cobrando do prefeito Damião Castro (PMDB), uma solução para a situação. O parlamentar foi duro e pediu ao prefeito que coloque os compromissos de campanha em prática e deixe de fazer política, atingindo as pessoas humildes. “É um absurdo que a comunidade se prejudique por causa de política. Fica a dica para o atual prefeito, não vamos misturar as coisas. Na época da eleição, os projetos se apresentam, mas é importante que a gente ajude nossa comunidade, porque esse aqui é um espaço de geração de emprego e renda também. Fica a dica”, afirmou o parlamentar que ainda escreveu em uma postagem nas redes sociais, “Uma pena que a politicagem está atrapalhando esta oportunidade que as pessoas têm de ganhar seu dinheirinho. 2 meses sem energia elétrica”, finalizou.

A perseguição as cozinheiras do Centro de Comidas Típicas, começou ainda em janeiro com o prefeito Damião Castro, comunicou as trabalhadoras que iria retirá-las do local. Dias depois a Prefeitura fez uma notificação, para que as cozinheiras deixassem os pontos até 2 de março. Insatisfeitas, as trabalhadoras buscaram apoio popular e da Justiça. Realizaram um abaixo-assinado e conseguiram na Justiça uma liminar suspendendo a ação do prefeito.

Agora, as cozinheiras reclamam que a atitude da Prefeitura seria uma forma de represália, para tentar forçar uma saída espontânea das trabalhadoras. O problema é que com o corte da energia, outros estabalecimentos também estão as escuras, como a Praça Ari Valadão e a Biblioteca Virtual. Os três pontos, funcionam em uma só Unidade Consumidora.

Os locais estão a dois meses sem energia.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.