Vendo sua popularidade despencar de norte a sul do estado nos último 40 dias, o prefeito de Palmas e pré-candidato a governador, Carlos Amastha (PSB), resolveu radicalizar e partir para o ataque, na tentativa angustiada de retomar a liderança na intenção de votos, que até 60 dias atrás, lhe pertencia. Hoje, segundo levantamentos internos de sua própria equipe de campanha, ele estaria em terceiro lugar.

A estratégia é o “vale tudo”. Vale dançar, vale cozinhar, vale pegar no cabo da enxada, vale demitir secretário, vale brincar de ser taxista, etc, etc, etc… única coisa que não pode é permanecer onde está no momento nas pesquisas.

A previsão é que nos próximos dias as aparições bravateando por Palmas, aumente. Tudo em buscar de se aproximar do eleitorado.

Também nas últimas semanas, o gestor disparou uma enxurrada de vídeos e peças publicitárias, visitando uma série de obras inacabadas pela capital. Nenhuma das edificações têm previsão de entrega.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.