image

Servidores da educação rejeitaram hoje a proposta do governo em relação às reinvindicações de benefícios e votaram no indicativo de greve. Os representantes da categoria deram um prazo de 15 dias úteis para que o governo apresente uma contraproposta, antes de organizarem uma nova assembleia. A reunião aconteceu nesta tarde, na Escola Municipal Anne Frank, em Palmas.

De acordo com o presidente estadual do Sintet José Roque, o governo enviou uma proposta que não foi aceita pela categoria sendo necessário encaminhar uma contraproposta. “Eles querem parcelar o pagamento das progressões em 12 vezes, mas a categoria negou a proposta do governo e vamos formalizar uma contraproposta, com várias simulações.”

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informou que mantém aberto o diálogo com a categoria dos professores da rede estadual e que aguarda o envio oficial da contraproposta do sindicato. (Jornal do Tocantins)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.