IMG-20160412-WA0708

As polícias dos estados do Tocantins e Maranhão trabalham com fortes indícios de que os dois homens presos nesta segunda-feira, dia 11, em Imperatriz-MA, sejam também integrantes da quadrilha que atacou, roubou e destruiu a agência do Banco do Brasil, em Araguatins no último dia 1ª de março.

Ricardo Alves de Melo, 31 anos, e Antunimilson dos Santos Pereira, de 30 anos, foram presos pela Superintendência de Investigações Criminais (Seic) e apresentados oficialmente nest terça-feira, 12 em São Luís-MA. Nesta quarta-feira, 13, a Polícia Civil descobriu que Ricardo usava nome falso  e na verdade se chama Francisco de Assis Daniel Júnior e já possuía cinco mandatos de prisão em aberto pelo mesmo crime de assalto a bancos mo TO, GO e RN.

No Maranhão, o grupo é acusado de envolvimento nos roubos dos bancos em Santa Luzia, Buriticupu, Amarante e Grajaú. Em todas essas ocorrências a quadrilha recorreu o mesmo modus operandi usado em Araguatins, em que chega a cidade em pelo menos dois carros e explode caixas eletrônicos e, na maioria das vezes, leva reféns durante a fuga.

Com a dupla, os policiais aprenderam em Imperatriz, dois fuzis modelo AR-15, duas pistolas e vasta munição.

IMG-20160412-WA0710

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.