Resize

Nesta semana, o Grupamento Fluvial da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) começa a ouvir as testemunhas do assalto à balsa São Pedro, que navegava no rio Aramã entre as divisas das cidades de Breves e Anajás, na região do Marajó, e havia saído de Macapá, no Amapá, com destino à cidade paraense de Vitória do Xingu.

Ocorrido no dia 17 deste mês, o assalto à balsa rendeu cerca de R$ 60 mil aos chamados “piratas”. Combustível, gêneros alimentícios e até aparelhos celulares dos passageiros e tripulantes foram roubados, mas recuperados durante uma abordagem realizada por militares do 9º Batalhão da PM – Breves, no último dia 19. Os bandidos fugiram e largaram as mercadorias dentro da embarcação.

A recuperação da carga faz parte da “Operação Estreito Seguro 2”, coordenado pelo Gflu, juntamente com o 9º BPM, Diretoria de Polícia de Interior da Polícia Civil, Fundação Pro Paz, Grupamento Aéreo da Segup, 4º Distrito Naval, Agência Nacional do Petróleo (ANP), Superintendência Regional do Trabalho, Ministério Público do Estado e Prefeituras Municipais de Breves, Melgaço, Gurupá, Curralinho e Anajás.

A Operação iniciou no dia 15 e prossegue até o dia 29 deste mês. Duas equipes atuam em áreas estratégicas. Já no quarto dia de trabalho, o Grupamento Fluvial flagrou, em Anajás, a venda e o armazenamento ilegal de cerca de 30 mil litros de combustível. Do volume, 20 mil eram de óleo diesel e 10 mil de gasolina, quantidade encontrada em embarcações e em vários cômodos de uma residência. Membros de uma família e empresários foram autuados em flagrante.

Ao final da Operação Estreito Seguro 2, será divulgado um balanço das ações direcionadas em combater a prática da Pirataria contra embarcações, os casos de prostituição infantil, além do comércio e o roubo ilegal de combustível.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.