CLEITON-BANDEIRA-8

Presença constante em atos e protestos pelo fim da corrupção e contra o governo Dilma Rousseff em Palmas, o procurador federal Cleiton Bandeira, de 30 anos, fez um apelo aos eleitores na manhã desta segunda-feira, 18, por voto consciente diante da crise de representatividade vista na política atualmente.

Os argumentos têm como motivação o que ele chama de “voto de prepostos familiares” dos deputados Vicentinho Júnior e Irajá Abreu na abertura de processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Falando como presidente do PSDB Jovem de Palmas, o grupo chamado de Tucanos do Cerrado, o procurador não poupou críticas aos parlamentares: “Filho de político não tem vontade própria. Na bancada tocantinense, ao votar contra o impeachment, os deputados federais Irajá Abreu e Vicentinho Junior foram os porta-vozes e representantes não dos eleitores que os elegeram, mas representaram os interesses de seus grupos familiares liderados por seus pais, os senadores Kátia Abreu e Vicentinho Alves. Na verdade eles agiram com prepostos familiares de seus pais”.

Para Bandeira, os parlamentares foram eleitos como representantes dos senadores Vicentinho Alves e Kátia Abreu. “Ter um sobrenome e ser filho de um outro político, por si só, não indica que o candidato seja o mais bem preparada para o cargo. Os eleitos para cargos eletivos devem ser aqueles com os melhores currículos e propostas para melhorar a vida das pessoas e resolver os problemas do país, do estado ou município”, afirmou.

Voto consciente

Para ele, o voto consciente é ferramenta de superação da crise político-representativa. Para que seja superada essa falência do sistema político, faço um apelo aos eleitores para que nas próximas eleições votem de modo consciente, escolhendo pelo currículo do candidato, por suas qualidades pessoais e por suas propostas”, comentou. “Na votação do impeachment na Câmara Federal ficou evidente um dos grandes males da política brasileiro e tocantinense, que é a crise de representatividade em que os deputados federais não se preocuparam em representar os interesses dos eleitores que os elegeram”, complementou.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.