204894_1000

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira, 7, uma operação com objetivo de combater o desvio de alimentos que seriam destinados a entidades sociais e estavam sendo entregues a autoridades na Capital. Os alimentos foram adquiridos pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins (Ruraltins) por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do governo federal. O presidente do órgão, Pedro Dias, prestou depoimento e continua detido na sede da PF em Palmas.

O delegado da PF Júlio Fujiki informou que o Ruraltins montou uma cesta contendo cinco tipos de produtos, sendo eles biscoito, queijo, geleia, paçoca e farinha de mandioca, todos os alimentos advindos de produtores rurais do Estado. As cestas começaram a ser entregues ontem, e hoje seguiria a distribuição, mas os produtos foram interceptados por agentes da PF, que também apreenderam notas fiscais referentes a compra dos alimentos, sendo de produtores de Nova Rosalândia e Peixe.

Na lista apreendida pela polícia continha o nome de 95 destinatários, mas que segundo a PF, não tinha conhecimento da origem dos produtos e apenas foram presenteados. A polícia acredita que a ação teve como intuito apenas a promoção pessoal do presidente do Ruraltins. (Jornal do Tocantins)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.