mpe tocantinópolis

O Ministério Público Estadual informa que criminosos estão entrando em contato com familiares de presos na tentativa de aplicar um golpe. Para tanto, têm se passado por Promotor de Justiça plantonista e cobrado uma taxa para libertar o preso. O MPE comunica que não cobra por nenhum serviço, pois é um órgão público e está a serviço da sociedade na defesa dos direitos do cidadão.

Neste último fim de semana, familiares de presos na Região do Bico do Papagaio comunicaram que receberam ligações de um suposto Promotor de Justiça chamado Paulo Roberto, que se dizia responsável pela Comarca de Tocantinópolis. O criminoso pedia o depósito de R$ 1.500,00 para que o preso fosse liberado.

O MPE comunica que não existe em seu quadro de membros nenhum Promotor de Justiça com esse nome e que, em nenhuma hipótese, há cobrança por um serviço prestado pela Instituição.

Para mais informações, procure o Promotor de Justiça responsável pela sua comarca. Os endereços e telefones estão disponíveis em nosso site. https://www.mpto.mp.br/lista_cargos_execucao.html

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.