francisco de assis silva

Na segunda-feira, 18, dia nacional do combate à exploração infantil, policiais civis de Tocantinópolis, comandados pelo delegado regional, Tiago Daniel de Moraes, deram início às buscas no sentido de encontrar Francisco de Assis Silva, aposentado de 58 anos, que está sendo investigado pelo estupro de duas crianças (uma de 10 anos e outra com 12 anos) na cidade de Aguiarnópolis.

 A autoridade policial representou pela prisão temporária de Silva pelo prazo de 30 dias, tendo em vista que, segundo ficou demonstrado durante as investigações, ele atraiu as vítimas para sua casa lhes oferecendo dinheiro, mas quando elas chegaram, ele as levou para o seu quarto, amarrou-as e as estuprou e disse que se elas contassem para alguém ele as mataria. Diante disso, o juiz da Comarca de Tocantinópolis deferiu prontamente o mandado de prisão contra Francisco.

Silva foi preso nesta terça-feira, 19, quando o delegado Tiago e mais quatro agentes o localizaram em sua casa. O aposentado não reagiu à prisão e contou na Delegacia que tinha o costume de dar dinheiro para as meninas e que elas tinham o hábito de frequentar sua casa, pois iam lá para comer lanches e frutas, mas negou as acusações de estupro.

 No celular do suspeito foram localizadas fotos íntimas de outra menina ainda não identificada, contudo ele se justificou dizendo que foi a própria adolescente que pegou o celular do investigado e tirou as fotos e cobrou R$ R$10,00 para devolver o aparelho.

Francisco foi encaminhado à Cadeia Pública de Tocantinópolis onde vai aguardar, preso a continuidade das investigações para a elucidação do inquérito e para a busca de outras vítimas que possam existir, mas que por medo ou vergonha, ainda não se manifestaram.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.