11128066_455238114651054_7012593199126787675_n

O Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia (IFTO), campus Araguatins, recebeu na quinta-feira, 14, alunos da escola de ensino fundamental Vanor da Costa Parreão, durante uma atividade da disciplina de educação para diversidade promovida pelo projeto de extensão, do campus: Possibilidades da Educação Integral na cidade de Araguatins.

De acordo com a coordenadora da ação, professora Lucinalva Ferreira, a atividade teve como objetivo proporcionar um momento de reflexão sobre a importância do combate ao preconceito e abolição da escravidão, comemorada do dia 13 de maio.

Na ocasião, os alunos tiveram uma conversa sobre a abolição da escravidão com um representante da comunidade quilombola Ilha de São Vicente de Araguatins. Posteriormente,  foram conduzidos aos laboratórios de informática para atividade com jogos virtuais e em seguida assistiram a dramatização do livro: Menina bonita do laço de fita, encenado pelos alunos do sétimo período do curso de Computação, com a intenção de representa a miscigenação presente na sociedade.

Luis Henrique, 7 anos,  foi um dos alunos da escola Vanor  Parreão, que participaram do evento, ele diz que aprendeu durante as apresentações que as pessoas não podem ter preconceito, “  negro e branco são a mesma pessoa” , declarou o aluno.

O diretor-geral do Campus Araguatins Décio Dias dos Reis, acompanhou toda a programação, para ele, a atividade reforça o caráter extensivo da instituição, aproximando os acadêmicos do campus da comunidade.

Para a diretora da escola Vanor Parreão da Costa, Vanderlagias Sampaio, a parceria com o campus é muito importante para o processo de aprendizagem dos alunos, que sempre recebem com muita satisfação as ações promovidas pela unidade de ensino.

A ação foi realiza ainda, em atendimento a lei federal nº 10.639 de janeiro de 2013, a qual inclui no currículo oficial a rede de ensino a obrigatoriedade da temática: “História e Cultura Afro- Brasileira”.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.