casahor

A casa que virou um símbolo de Açailândia, desabou por conta das fortes chuvas. Ela foi construída em 1958 e serviu de base para os empreiteiros responsáveis pela BR-010, rodovia que deu origem ao município. Abrigou personalidades como o engenheiro Bernardo Sayão e o ex-presidente Juscelino Kubistchek no início da abertura da estrada que liga Belém a Brasília.

Era um desejo da Câmara Municipal, da Academia de Letras, além de órgãos públicos e privados da cidade que a casa tombada como Patrimônio Histórico de Açailândia fosse reformada. Mas, infelizmente, a estrutura veio abaixo antes que isso acontecesse.

Segundo a Secretária de Cultura do Município, Eulália Dias, desde 2013 a casa já apresentava problemas estruturais. Na época uma vistoria da Defesa Civil comprovou a precariedade do imóvel. “Convocamos a Defesa Civil que fez a interdição dessa área. Mas, em função de não ter feito nenhum melhoramento, a casa caiu. A Defesa Civil fez um relatório da queda da casa e nós vamos comunicar a Câmara Municipal que foi em função das fortes chuvas”, relatou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.