vereadoreshor1205

Os vereadores que compõem a Comissão de Obras e Serviços Públicos da Câmara Municipal de Imperatriz realizaram visita, nesta terça-feira, 12, no Parque Amazonas para apurar informação sobre uma invasão na área onde foi perfurado um poço artesiano para abastecer o bairro.

A reclamação foi feita pelo líder comunitário Expedito Silva. A obra de perfuração do poço artesiano, iniciada no governo passado, faz parte do Programa Viva Maranhão, que prevê a ampliação do sistema de abastecimento de água em Imperatriz.

Segundo apuraram os parlamentares, o terreno pertencia a Associação de Moradores do Parque Amazonas, que doou a área para o município. O legislativo aprovou a doação do imóvel repassando ao governo do Estado e a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) para a perfuração do poço artesiano e a construção de rede de abastecimento.

Ainda segundo os vereadores, um residencial foi construído próximo ao terreno e o esgoto in natura do residencial está sendo despejado na área do poço artesiano, que será utilizado para o abastecimento de água da comunidade. O proprietário do local alega ser dono de parte do terreno onde foi perfurado o poço artesiano.

Diante da situação, a Comissão de Obras solicitou, via ofício, providências por parte da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (Sepluma) para coibir o despejo de esgoto a céu aberto na área do poço artesiano.

Outra medida adotada foi solicitar à Secretaria Municipal de Regularização Fundiária (SERF) que verifique a situação documental da área onde foi construído o poço.

“O dono desse condomínio diz que parte da área é de sua propriedade, porém não apresentou documentação legal. Essa obra é de fundamental importância à comunidade e não pode sofrer interrupção”, destacou o vereador Fidellis Uchoa(PRB), que esteve presente na vistoria. Também participaram os vereadores Enoc
Serafim (PDT) e Antônio José (DEM). (iMirante)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.