Estudantes e a comunidade de Tailândia, no nordeste paraense, estão sendo beneficiados pela Horta Escolar, da Escola de Educação Tecnológica do Pará (Eetepa) da cidade. O projeto existe desde março deste ano e tem como objetivo aproximar estudantes e a comunidade, levando à criação de uma consciência  sustentável e ecologicamente correta.

No projeto são desenvolvidas atividades como irrigação e técnicas de plantio de verduras como alface, coentro e cheiro verde. Segundo a coordenadora da horta, Cartiane Rocha, são três fases: a primeira é a pesquisa, quando os estudantes aprendem com os agricultores técnicas de plantio e proteção da horta. A segunda etapa é a construção da horta e plantio das verduras. Em seguida, entra o serviço para a comunidade, quando os alunos passam o conhecimento adquirido e a consciência ambiental aos moradores do entorno da escola. Os alimentos que saem da horta são usados na merenda escolar.

A estudante Ingrid Lima, 15 anos, que faz o curso Agropecuária Integrado, diz que o projeto lhe proporcionou conhecimento fundamental. “A horta esclareceu as minhas dúvidas sobre plantio e cultivo. Isso ajudará na minha formação”, acredita. “A comunidade abraçou a ideia, e isso gerou uma consciência sustentável em todos”, completa.

O projeto Horta Escolar abrange duas modalidades de ensino: agropecuária subsequente, que tem duração média de dois anos e funciona somente como curso técnico para estudantes que já terminaram o ensino médio; e a integrada, que tem duração média de três anos e serve com ensino médio regular e curso técnico. (Colaborou Bruno George Barbosa)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.