1000

Ao lado do governador do Piauí, Wellington Dias, da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, e da presidenta Dilma Rousseff, o governador Marcelo Miranda assinou o Decreto que cria o Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável da Região do Matopiba. A assinatura aconteceu na manhã desta quarta-feira, 6, no Palácio do Planalto, durante evento de lançamento do Plano Nacional de Defesa Agropecuária e outros sete atos que impulsionam o crescimento do setor.

“Implantar a região do Matopiba é um grande desafio aos gestores, porque teremos que mexer com nossas estruturas, traçar metas a serem alcançadas e agir com objetividade, para assim, estarmos preparados para o grande salto de qualidade da agropecuária brasileira. Eu estou muito satisfeito em ver o Tocantins ser beneficiado por esse grande projeto do país, por isso quero parabenizar o Ministério da Agricultura, na pessoa da ministra Kátia Abreu, e a presidente Dilma Rousseff por reconhecer a importância daquela região”, destacou Marcelo Miranda.

A região do Matopiba abrange os estados do Maranhão (33%), Tocantins (38%), Piauí (11%) e Bahia (18%), sendo o Tocantins o de maior área, e contempla 337 municípios. Na região, existem 324.326 estabelecimentos agrícolas. Dados de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam que o Matopiba tem um Produto Interno Bruto (PIB) estimado em R$ 53,4 bilhões.

Os quatro estados são responsáveis por 9,7% da produção de grãos prevista para o país na safra 2014/2015. Em uma área plantada de 7,6 milhões de hectares, o Matopiba produzirá 19,5 milhões de toneladas de grãos. A produção de soja na região, por exemplo, saltou de 84 mil para 7,6 milhões de toneladas, entre 1993 e 2014, de acordo com dados do Censo Agropecuário.

A região é considerada a última fronteira agrícola em expansão do mundo e por isso é estratégica para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que pretende apoiar o crescimento sustentável dos produtores locais com investimento em tecnologia e assistência técnica. Uma das principais propostas é a criação da Agência de Desenvolvimento do Matopiba, que está prevista para ser lançada ainda no mês de maio.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.