1000

As atividades de extensão rural no Tocantins devem ganhar um bom reforço com o apoio recebido do Governo Federal. Esta foi a pauta que fechou a agenda de audiências do governador Marcelo Miranda em Brasília, na tarde desta quinta-feira, 21, com o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias.

Defendendo o Estado e sua vocação natural para o agronegócio, Marcelo Miranda apresentou demandas que considera essenciais para o Tocantins. “Precisamos dar mais assistência e aumentar recursos para infraestrutura, especialmente nos quesitos de energia e rodovias. O Tocantins é referência do agronegócio no Brasil. Pegamos a extensão rural zerada, e a parceria do Ministério do Desenvolvimento Agrário é de fundamental importância nesse momento”, disse o governador.

Marcelo Miranda e o presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Pedro Dias Correia, apresentaram ao ministro o projeto “Extensão Rural no Desenvolvimento Rural Sustentável”, que tem como objetivos reestruturar os serviços de assistência técnica e extensão rural (com aquisição de computadores, veículos, mobiliários e equipamentos); qualificar técnicos para prestar serviço de qualidade ao público beneficiário (nas áreas produtiva, social e ambiental); e qualificar agricultores na produção, processamento e comercialização do excedente de produtos agrícolas e não agrícolas. O projeto prevê também a construção de unidades de processamento para capacitação de técnicos e produtores rurais.

Segundo Pedro Dias, a iniciativa deve abranger todo o Estado, “com foco nas políticas de territórios”, adiantou. A meta é atender 1.200 agricultores familiares no Tocantins, especialmente os pequenos produtores. O valor proposto para executar as ações é na ordem de R$ 4.029.000,00.

Após ouvir as demandas da comitiva tocantinense, o ministro Patrus Ananias mostrou-se receptivo. “A nossa audiência com o governador Marcelo Miranda foi muito proveitosa. Ele nos trouxe alguns pleitos, já encaminhados, que dizem respeito a recursos já previstos no orçamento e nós vamos trabalhar com todo empenho para que esses recursos sejam liberados o quanto antes”, disse o ministro.

Perspectivas

Patrus Ananias falou da possibilidade de uma nova parceria com o Tocantins, com a perspectiva de firmar um Termo de Cooperação entre o Ministério do Desenvolvimento Agrário, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), e Governo do Tocantins, para otimizar as políticas de apoio à agricultura familiar, construção de estradas vicinais, energia elétrica e inclusão digital. “Nós estamos muito empenhados para transformar os espaços da agricultura familiar em espaços produtivos, com produção de alimentos saudáveis, mas também espaços de vida, onde as nossas crianças e jovens rurais possam permanecer numa vida agradável, com ações integradas de políticas públicas de educação, cultura, espaços para atividades esportivas, de convivência, obras de infraestrutura, estradas que possibilitem o acesso das agricultoras e agricultores familiares às cidades mais próximas, para também poderem vender os seus produtos nas feiras e mercados. Vamos trabalhar essa perspectiva com muita atenção e carinho”, sinalizou.

Para o senador Donizeti Nogueira, que acompanhou a audiência, “a assistência técnica é um grande gargalo no Tocantins, que conta com cerca de 55 mil famílias, entre assentados e produtores rurais, que necessitam do serviço”, avaliou. O secretário de Representação do Estado, Renato Assunção, também acompanhou o governador no encontro.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.