Uma nova rodada de negociação entre professores e o governo do Estado pode por fim a greve dos trabalhadores. A conversa está marcada para a próxima quarta-feira (20).

De acordo com Alberto Andrade, secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp), todos os esforços estão sendo feitos para que o impasse seja resolvido.

“Nós estamos insistentemente cobrando do governo do Estado uma negociação. É lamentável que o governo passe três semanas com categoria em greve, com as portas fechadas, de costas para a educação e o povo do Pará”, disparou Alberto criticando a viagem do governador Simão Jatene feita no final de semana.

Antes da conversa de quarta, os professores vão acompanhar na terça-feira (19), no Tribunal de Justiça do Estado (TJ/PA), o julgamento dos descontos pelos dias parados considerados ilegais pela categoria.

Para o secretário, embora haja a predisposição para o diálogo, não será possível abrir mão de alguns pontos.

“Sem as condições mínimas de trabalho, sem as condições mínimas de segurança jurídica em relação a nossa jornada, em relação às reformas, em relação ao não desconto fica muito difícil para a categoria tomar uma posição que ponha fim ao impasse”, frisou.

A reforma estrutural das escolas, a remuneração com uma carga-horária compatível sem perda de salários são outros pontos tidos como de suma importância pela categoria para que as negociações avancem.

Reposição

Ainda segundo o secretário do Sintepp, a reposição das aulas para cobrir os dias que ficaram parados será negociado e deve ocorrer com extensão de calendário de acordo com a realidade de cada escola.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.