Um menino, de apenas 13 anos, identificado como Daniel da Silva Nascimento morreu na manhã desta terça-feira, 5, após ter um ataque cardíaco durante uma aula de educação física na escola particular onde estudava, na cidade de Imperatriz. Daniel passou mal quando jogava futebol de salão com os amigos no ginásio da escola.

Segundo o pai de Daniel, Antônio Vieira do Nascimento, a família ainda não acredita na morte prematura do adolescente, que sempre participava das aulas de educação física. Antônio acrescenta ainda que o seu filho tinha sido autorizado pela própria equipe médica a participar dos treinos esportivos dentro da escola. “Ele não falava nada para gente. Ele sempre treinava. Os médicos da escola que autorizaram a ficha para que ele pudesse treinar”.

O Corpo de Bombeiros de Imperatriz, por exemplo, recebe chamadas para palestras sobre primeiros socorros e dicas de identificação dos sintomas para a hora do socorro, que geralmente é feito em parceria com Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Em casos assim, técnicas de reanimação podem ajudar até a chegada ao hospital.

O capitão do Corpo de Bombeiros, Isael Chaves, afirma que em situações como vivenciada pelo estudante Daniel da Silva Nascimento, técnicas de reanimação podem ajudar até a chegada ao hospital. “É importante ter esse conhecimento porque qualquer pessoa pode realizar essas manobras de reanimação cardiopulmonar, e fazendo esse exercício com a vítima aumentam as chances de ela sobreviver a um ataque cardíaco, por exemplo,”, explica o capitão.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.