IMG-20150512-WA0013

A senadora Kátia Abreu, ministra da Agricultura, pediu nesta terça, 12, ao ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, autorização de 30 códigos de vaga para professores ainda este ano para a viabilização do curso de Medicina da UFT na cidade de Araguaina.  A ministra Kátia Abreu fez o pedido acompanhada do reitor da Universidade Federal do Tocantins, Márcio Silveira. Na planificação de acordo com a SESu-MEC já estava prevista  a liberação (pelo Ministério do Planejamento)  de 20 vagas para 2014/2  e 10 vagas para 2015/1, além de 10 códigos de vaga para técnico-administrativos.

O curso de Medicina na UFT em Araguaína vem sendo defendido pela senadora Kátia Abreu desde 2013, em gestões junto ao governo federal.   Para tanto,  o governo do Estado repassou o Hospital de Doenças Tropicais para a UFT, com a Senadora destinando verbas de suas emendas parlamentares para a implantação do curso. “É uma alegria ver o curso de Medicina caminhando para ser implantado dentre de pouco tempo e que como Senadora e Ministra eu possa ajudar na sua implantação que vai beneficiar não só Araguaína mas todo o Tocantins e os Estados da região Norte do país”, disse nesta terça a senadora Kátia Abreu, ministra da Agricultura.

Conforme adiantou a senadora Kátia Abreu, com a criação do Hospital Universitário e da faculdade de medicina de Araguaína será possível viabilizar um Centro de Referência Nacional de Doenças Tropicais naquela cidade, que poderá atender, além do Estado, parte da região Norte do país. Para a Senadora, será um centro de referência em diagnóstico e tratamento de doenças como a dengue, Leishamaniase, malária, esquistossomose, tuberculose, doença de Chacas, lepra e outras.

O reitor Márcio Silveira relatou à Senadora e ao Ministro nesta terça que o processo de instalação do curso está adiantado. Para tanto,  a UFT já recebeu o  HDT – Hospital de Doenças Tropicais de Araguaína, cuja administração (por adesão da UFT) será pela EBSERH. Para o hospital já foi autorizado concurso de  338 vagas (em processo de contratação da empresa que fará o concurso). Já há protocolo de convênio com os hospitais da região e saúde da família para viabilizar a parte prática do curso.

Além disso, há uma equipe da UFT ( professores concursados) já designados para Araguaína. Também o  Projeto Pedagógico pronto em consonância com a proposta do Programa Saúde da Família e “Mais Médicos”. O  Cadastro do curso no SIMEC está  encaminhado com a previsão do ato autorizativo para publicação até o dia 15/05 próximo. A UFT também já está com estrutura montada para publicação do edital do vestibular.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.