A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (5) uma operação que combate o contrabando de agrotóxicos nas cidades paraenses de Redenção, Parauapebas e Tucumã, e no município gaúcho de Ijuí.

Segundo a PF, estão sendo cumpridos 8 mandados de prisão preventiva, 10 mandados de busca e apreensão, além de 5 mandados de condução coercitiva contra os integrantes dos grupos criminosos. As buscas e apreensões estão sendo feitas nos estados do Pará e Rio Grande do Sul com apoio da PF de Palmas e Araguaína, no Tocantins, e Santo Ângelo, no Rio Grande do Sul.

A “Operação Pó-da-China-Redex” objetiva desarticular a ação de três grupos criminosos que articulavam o contrabando e a comercialização do Metsulfuron, conhecido popularmente como “Pó da China”, cuja venda é proibida. O produto, de alto teor cancerígeno, vinha sendo difundido no dul do Pará por conta do seu baixo custo se comparado ao produto agrotóxico original, autorizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Ainda de acordo com a PF, o esquema envolvia a obtenção dos produtos ilícitos em países vizinhos ao Brasil, como o Uruguai, e o transporte da mercadoria até a região Sul do Pará, onde tinham como clientes pecuaristas e agricultores de pequeno, médio e grande porte. Os fazendeiros e proprietários de áreas rurais que adquiriram os produtos foram identificados e poderão responder a vários crimes.

Além dos fazendeiros, outras pessoas envolvidas na atividade ilícita, como pilotos de aviões agrícolas e proprietários de empresas aéreas ligadas à atividade agrícola, também estão sendo investigados por suspeita de participação na disseminação dos produtos ilícitos em áreas rurais da região.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.