O Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos no Pará (Sincodiv PA/ AP) divulgou esta semana o balanço referente às vendas do mês de abril. Os dados demonstram que vários segmentos, no estado, continuam em queda crescente, com exceção do setor de caminhões e ônibus, que teve um crescimento de 14,93%, em relação aos dados percentuais do mês anterior.

A venda de caminhões cresceu 1,89% e ônibus 64,29%. Já o segmento de automóveis teve suas vendas enfraquecidas em 7,83%, enquanto o de motocicletas registrou baixa de 15,32%. O Sindicato também registrou alta de 7,99% no segmento dos comerciais leves sobre abril de 2014. Na comparação com o acumulado de 2014, o número de emplacamentos, de um modo geral, apresentou retração, com queda de 9,82% nas vendas. No mesmo período do ano passado, foram vendidas 50.631 unidades, entre auto, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos e outros, diante das 45.658 deste ano.

Segundo o presidente do Sincodiv, Leonardo Pontes, o ritmo do setor é ditado pelo desempenho da economia. “Nosso setor é diretamente influenciado pelo desempenho da economia e mesmo com todo o esforço, o setor não cresceu. Acredito que a queda nas vendas, também, estão associadas ao baixo crescimento do PIB e restrição ainda maior aos recursos de financiamento pela indisposição dos bancos em correr riscos. Assim, a falta de crédito é um fator preponderante nos resultados de abril”, analisa.

No segmento de automóveis, Belém continua na liderança, com 42,21% de participação, seguida por Ananindeua e Marabá, que marcaram participação de 10,44% e 6,35%, respectivamente. Já no setor de caminhões e ônibus os municípios de Marabá, Altamira e Parauapebas tiveram uma boa representação nas vendas.

O município de Parauapebas se destacou em todos os segmentos, com representação de 9,26% no volume de vendas no segmento de caminhões, 13,04% no setor de ônibus e na venda de motocicletas, com 5,96%. O segmento de motos é também liderado por Belém, com 10,45%, seguido de Marabá, com 8,82%.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.