Em Parauapebas, no sudeste do Pará, presos aproveitaram um apagão de duas horas na madrugada desta quarta-feira, 13, para fazer um tumulto nas celas da carceragem da Polícia Civil. Segundo a Polícia Militar, os quatro detentos que estavam liderando a ação foram identificados.

Segundo o tenente-coronel Sandro Queiroz, a polícia foi obrigada a intervir com disparos de armas com balas de borracha. “Assim que os presos perceberam o apagão, simularam que um dos detentos estava passando mal e solicitaram que os agentes da Susipe abrissem uma das celas para que ele fosse atendido, mas como estava sem energia, os agentes da Susipe pediram apoio da Polícia Militar, e ao perceberem que os policiais estavam por lá, iniciaram um quebra-quebra nas celas”, disse o tenente-coronel.

Ainda de acordo com o tenente, alguns detentos ficaram feridos e foram encaminhados para o Hospital Municipal de Parauapebas. Os outros presos foram levados para o pátio da carceragem e, em uma revista nas celas, foram encontrados celulares e armas fabricadas pelos próprios detentos.

Segundo a Eletronorte, o apagão estava programado e ocorreu para manutenção da rede.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.