10406890_693821377417172_6560782115503926307_n

No começo da tarde deste sábado, 9, a banda de rock Detonautas, chegou a Parauapebas-PA, para realizar um show em comemoração aos 27 anos de emancipação do município. Sempre polêmico, o vocalista da banda criticou as declarações do vereador, Odilon Rocha de Sanção (SD), que questionou em sessão plenária no dia 24 de abril o valor do salário que ele e os outros parlamentares da cidade recebem.

“O valor que o vereador ganha aqui, se ele não for corrupto, ele mal se sustenta durante o mês”, afirmou Odilon em plena sessão.

Odilon cumpre atualmente seu quinto mandato na Câmara do município. Na sessão dessa quinta-feira, dia 07, o vereador afirmou que não teve a intenção de acusar alguém com a declaração e deixou claro que quis apenas chamar atenção para os vencimentos recebidos pelos políticos.

“Se for para eu sobreviver apenas com esse salário, com certeza absoluta eu não passaria o padrão de vida que eu levo hoje”, afirmou em pronunciamento o vereador.

Ele explicou também sobre o padrão de vida após o cargo. “O vereador, para sobreviver com o salário de R$ 7.800 (salário após descontos) aqui dentro desta casa, com o padrão de vida que depois de eleito ele tem e não é só eu, a gente dá mal para sobreviver”, disse.

Os 15 vereadores de Parauapebas recebem o valor bruto de R$ 10.013,00 de salário cada, além de benefícios como auxílio-combustível e ajuda para gastos com telefone.

Tico Santa Cruz ao chegar em Parauapebas, se deparou com um outdoor de Odilon e não perdeu a oportunidade de parar, fotografar e fazer um comentário em suas redes sociais. “O tal vereador que em rede nacional assumiu que é corrupto porque não consegue viver recebendo 10 mil reais por mês e mais todas as regalias que um político tem direito! É muita cara de pau né? Mas hoje é a vez do POVO dar a resposta a ele!”, escreveu o cantor.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.