Sem título

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro São José, em Imperatriz, está se deteriorando pelo abandono. O prédio, com capacidade para 50 leitos, foi concluído pela prefeitura em 2013 e custou R$ 1 milhão aos cofres públicos. Logo depois de entregue, foi destruído e reformado. E começou a ser destruído de novo.

A Prefeitura alega que faltam equipamentos e funcionários para a unidade passar a funcionar. Essa responsabilidade seria do governo do estado.

O prédio virou alvo de vândalos. Dentro da unidade, macas e berçários estão abandonados, e as salas que deveriam estar recebendo pacientes viraram arquivo.

O tempo passa e a população vai perdendo as esperanças. “Isso aí é uma brincadeira. Isso não vai funcionar nunca. Já era para estar funcionando, é dinheiro público perdido. Se tivesse que funcionar, já estava funcionando pelo tempo”, disse o motorista Alcides Chaves.

A prefeitura de Imperatriz informou que aguarda a liberação de um convênio com o governo do estado para retomar a reforma da UPA. Já a Secretaria de Estado da Saúde informou que a UPA do bairro São José é resultado de um acordo firmado entre a prefeitura e o Ministério da Saúde, responsável por equipar o prédio. A secretaria disse ainda que tem feito esforços para intermediar junto ao Ministério o envio de equipamentos o mais rápido possível.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.