Sem título

O vereador Odilon Rocha (SD), de Parauapebas, sudeste do Pará, pediu perdão nesta terça-feira (12) por ter alegado que o salário de R$ 10 mil recebido pelos parlamentares do município era insuficiente para um político se sustentar sem recorrer à corrupção.

O vereador foi o primeiro a usar a tribuna na sessão, e leu uma carta onde se disse arrependido pela declaração feita na sessão do dia 24 de abril. “Eu errei, isso pode ocorrer com qualquer pessoa, e como ser humano, peço a Deus que isso jamais aconteça outra vez. Por todas essas palavras eu peço perdão à minha família, primeiramente, aos meus pares desta casa, todos os senhores zeladores desta casa, ao meu partido e a todos os brasileiros, em especial ao povo do município de Parauapebas”, disse.

A oposição não recebeu bem o pedido de perdão do vereador. “Vocês podem ter certeza que se não tivesse repercutido na imprensa municipal, estadual, nacional e internacional, o vereador não teria feito essa carta não, vereador Odilon, o senhor não falou aquilo por acaso não, foi permissão de Deus para que o brasil e o mundo venha conhecer o que acontece aqui em Parauapebas”, afirmou Eliene Soares (PT).

Entenda o caso

Em um vídeo que viralizou na internet, Odilon aparece no plenário dizendo que “O valor que o vereador ganha aqui (em Parauapebas), se ele não for corrupto, ele mal se sustenta durante o mês”. Por conta da declaração, o vereador foi amplamente criticado. O cantor Tico Santa Cruz, da banda Detonautas, aproveitou um show na cidade para reclamar das “regalias” recebidas por políticos em todo país.

O presidente da câmara, Ivanildo Braz – que é do mesmo partido de Odilon – disse que todos os vereadores recebem uma cópia das gravações das sessões, mas ainda não sabe quem postou o vídeo de Odilon na internet. O caso está sendo investigado e, segundo o presidente, a frase de Odilon foi interpretada fora de contexto. “A declaração dele não foi só a parte do vídeo. Ele dá a explicação total. O vereador em sequência explicou a linha da raciocínio dele, e comparou o salário com o dos secretários”, disse.

Salários e benefícios

Cada um dos 15 vereadores de Parauapebas recebem o valor bruto de R$ 10.013,00 de salário, antes dos descontos de impostos. Os vereadores ainda tem direito aos valores de R$ 2.800,00 para custear despesas com combustível e R$ 1.000,00 para despesas com telefone, totalizando o valor de R$ 13.813,00, que equivale a 17 salários mínimos.

Além deste valor, os vereadores ainda tem direito a uma caminhonete alugada pela câmara e diárias para viagens, que variam de R$ 300,00 a R$ 800,00.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.