1463319819-992188209
Os responsáveis por uma draga que faz a extração de areia no Rio Tocantins, instalada nas imediações da Praia do Cacau, foram notificados pela Superintendente Municipal da Defesa Civil. O processo foi, ainda, encaminhado para a Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (Sepluma)
para outras providências.

Na fiscalização de rotina realizada nessa sexta-feira (13), a Defesa Civil flagrou a empresa prejudicando a via de acesso a praia.

“Na sexta-feira nós detectamos uma areial prejudicando uma via pública, há pouco tempo asfaltada, correndo o risco de interdição do trânsito nesse veraneio que se aproxima. Então nos adiantamos, notificamos o proprietário do areial e cientificamos das responsabilidades e repassamos o processo para a Sepluma”, explicou o superintendente municipal da Defesa Civil, Francisco das Chagas Silva, o Chico Planalto.

O superintendente adiantou que a partir de agora as fiscalizações, sobretudo no rio, serão intensificadas pela Defesa Civil. A medida visa evitar que os “dragueiros”, como são chamados os proprietários dessas máquinas façam a extração de areia de locais proibidos como as imediações das praias do Cacau e “Praia do Meio” e próximo as colunas de sustentação da ponte Dom Affonso Gregory.

A extração de areia fora dos locais autorizados pelas instituições competentes, segundo Francisco das Chagas, pode causar sérios prejuízos ao meio ambiente como o assoreamento do Rio Tocantins. Chagas disse, ainda, que em anos anteriores já chegou a realizar fiscalizações com apoio da Sepluma da Marinha do Brasil.

Além de serem notificados, os proprietários de dragas podem ser multados e até mesmo, em último caso, a cassação do alvará que autoriza a extração de areia no rio. (Imirante)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.