281294_1000

Mais um fisco do Governo do Estado. Assim foi definido por diversos produtores rurais e pequenos agricultores ouvidos pelo webjornal Folha do Bico, ao comentarem sobre a 16ª edição da Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins 2016), que começou nesta terça-feira, 3, em Palmas.

Segundo muitos produtores, a Agrotins havia se tornado um evento de referência no setor, para a região norte do país. Mas que ano passado e este ano, todo o trabalho feito anteriormente foi por “água a baixo”.

“Fico curioso para saber como conseguem fazer tanta trapalhada. Não há informação, não há inovação, parece uma repetição do ano passado, sem nenhuma novidade. Conheço produtores da Bahia e Mato Grosso que correram daqui, por entenderem que a Agrotins já não atende os anseios da classe. Algo precisa ser feito para mudar essa realidade”, disse o produtor Firmino Morais.

A Agrotins seguirá até sábado, 7, das 9 às 17 horas, no Centro Agrotecnológico de Palmas, Rodovia TO-050, saída para Porto Nacional.

O tema para este ano será: Tecnologia a favor do homem e da natureza. O Governo diz que espera receber 100 mil visitantes no Parque Agrotecnológico de Palmas e movimentar cerca de R$ 500 milhões em negócios, durante os cinco dias de feira. Já os produtores não acreditam muito na previsão.

A Agrotins 2016 terá diversos cursos, palestras, exposições, torneios, vitrines e clínicas tecnológicas, além de comercialização de máquinas e animais. Para não deixar a Agrotins vazia o governador Marcelo Miranda, mandou locar 50 ônibus para trazer o interior pequenos produtores para dar movimento ao evento.

A Agrotins é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) e suas vinculadas, a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), o Instituto do Desenvolvimento Rural (Ruraltins) e o Instituto de Terras do Tocantins (Itertins) e parceiros do setor do agronegócio.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.