O titular da Seagro, Clemente Barros
O titular da Seagro, Clemente Barros

As previsões feitas pela imprensa e por produtores rurais foi ainda pior que o esperado, na 16ª edição a Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins). O volume de negócios e de público ficou muito além do próprio anunciado pelo Governo.

Para você leitor ter uma idéia, a Governo havia anunciado que esperava movimentar em negociação cerca de R$ 500 milhões, 17,4% a menos que em 2015, onde foram negociados R$ 606 milhões. Segundo dados parciais da Secretária de Comunicação Social, o volume negociado em 2016 não vai ultrapassar os R$ 300 milhões. Uma queda de pouco mais de 50% comparado ao ano anterior.

O evento foi organizado pelo Gabinete do Governado, Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) e Secretaria da Comunicação Social (Secom).

“A nossa meta era chegar em R$ 500 milhões, e o número de visitantes, também deverá ter redução, a parcial é de mais de 60 mil pessoas. Mas acreditamos que até o balanço geral nós iremos alcançar ou até mesmo ultrapassar estes objetivos.”, afirmou o secretário estadual do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Clemente Barros. A Agrotins terminou neste sábado, dia 7.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.