image

Após reunião nesta quarta-feira, 18, com emissários do governador Marcelo Miranda (PMDB), os representantes dos servidores públicos divulgaram notas classificando a proposta sobre os ajustes das categorias como “decepcionantes”.

Segundos a Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos do Tocantins (Fesserto), a proposta de Marcelo Miranda seria empurrar o pagamento da data-base de 2016 para o próximo ano, sem uma data específica e parcelar os atrasados da data-base de 2015 em até 24 vezes.

Nesta quinta-feira, 19, haverá uma reunião dos presidentes das entidades,na qual debaterão com a categoria a proposta apresentada pelo  governo e definirão os próximos passos.

A Fesserto afirma que por lei, o governo deve incorporar a data-base de 2016 já na próxima folha, com aumento 9,83% aos mais nos salários de cada um dos 35 mil servidores públicos estaduais.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.