Resize

As dimensões continentais do Estado do Pará e as particularidades apresentadas pelas diferentes regiões que formam o território paraense foram os principais desafios levantados pelos gestores municipais e técnicos da assistência social de dez municípios da região do Araguaia, durante a terceira reunião para elaboração do Plano Estadual de Assistência Social, que congregará metas estruturantes para o período de 2016 a 2019. Promovido pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), o encontro ocorreu nesta terça-feira (3), no município de Redenção, na Região de Integração do Araguaia.

Na reunião, coordenada pelo titular da Seaster, Heitor Pinheiro, os participantes expuseram os anseios de melhoria nos recursos para a região amazônica. “O acesso às populações em situação de vulnerabilidade social, por exemplo, é um desafio na região do Araguaia, que tem longas distâncias entre os municípios, e que é diferente na região do Marajó, em que você usa mais de um meio de transporte para chegar às comunidades. Então esses encontros não deixam de ser, também, um esforço para implementar com sucesso a criação de uma agenda com metas regionalizadas, levando em consideração o que chamamos de fator amazônico”, avaliou o secretário.

“Considerar os fatores que diferenciam a nossa região é fundamental para que possamos executar as ações da política de assistência social, que demanda deslocamento para áreas de difícil acesso, além de serviços como unidade de acolhimento, que tem custo muito alto”, ressaltou a secretária de Assistência Social de Redenção, Jackeliny Muniz.

Na oportunidade, a secretária executiva do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas), Antônia Macias, reuniu com os gestores e técnicos para discutir a importância do fortalecimento do colegiado e garantir ações voltadas para a realidade de cada região. “Precisamos nos fortalecer como representação municipal para que possamos ser contemplados com ações para as nossas regiões e também para garantirmos nossa participação nos debates nacionais”, ressaltou.

O desemprego foi também muito discutido na reunião. A diretora de qualificação e empreendedorismo da Seaster, Ruth Campos, destacou a importância de os municípios fortalecerem os serviços do Sistema Nacional de Emprego (Sine) e na qualificação dos trabalhadores como forma de garantir o acessos desses trabalhadores desempregados ao mercado de trabalho.

A secretária municipal de Ourilândia do Norte, Sirley Strapazzon, falou sobre a importância da reunião para esclarecer dúvidas e demandas dos municípios. “Temos muitos problemas com acesso aos sistemas e com gerenciamento dos recursos, então essa reunião foi a oportunidade para resolvermos esses problemas e esclarecermos nossas dúvidas”, disse.

Ao final da reunião, os municípios tiraram dúvidas com a equipe técnica da Seaster sobre indiciadores, recursos em conta e gestão dos serviços. Também foi repassado um instrumental que deverá ser preenchido pelas gestões municipais de assistência social, no qual deverão constar informações sobre os desafios da gestão na execução da política.

O titular da Seaster fez ainda uma avaliação do evento. “Viemos para ouvir os desafios das gestões municipais e conseguimos ouvir. Cabe à secretaria agora, desenvolver estratégias que venham ao encontro das necessidades apresentadas aqui em Redenção. Essa é a dinâmica que há de prevalecer também nas demais reuniões que vamos fazer”, concluiu.

A próxima reunião será na quinta-feira (5), em Marabá, no sudeste do Pará. Em seguida, serão visitados os municípios de Castanhal e Belém. O Plano Estadual de Assistência Social é o principal instrumento de planejamento de médio prazo de ações da Seaster, abrangendo as diretrizes, os objetivos e as metas da secretaria para os municípios na área da assistência social. (Inara Soares)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.