_DSC1064

O decreto presidencial que cria a Universidade Federal do Araguaia deve ser editado no início desta semana. Foi o que a presidente Dilma Rousseff anunciou durante a inauguração da nova sede da Embrapa em Palmas, neste sábado, 7. O câmpus da Universidade Federal do Tocantins (UFT) de Araguaína deve receber a sede das instalações da nova instituição que prevê o início das atividades no município e em Tocantinópolis.

Dilma ressaltou que “a educação é tão ou mais importante que ferrovia e estrada”, e para ela a nova universidade deve servir para dar instrumentos de crescimento aos moradores do interior do Brasil. “O que de melhor o meu governo e o do Lula fez foi interiorizar as universidades públicas e as escolas técnicas no país, desta forma estamos impulsionando o que se chama de motor do desenvolvimento econômico, a educação.”

Em uma rede social, o reitor da UFT, Márcio Silveira, se posicionou quando recebeu a notícia por telefone, na semana passada, sobre a nova universidade. “Esta é uma decisão governamental e que envolve políticos do Tocantins que estão à frente dessa proposta”, disse o reitor ao completar que “para esta criação é necessário que seja repactuado de forma urgente todas as nossas dívidas e despesas correntes”.

Silveira ressaltou que as obras paralisadas com biblioteca, salas de aula e os planos diretores de cada campus precisam ser retomados e ao lembrar seu estado natal, Minas Gerais, que tem sete universidades, disse não se opor a criação de mais uma no Tocantins, mas mostrou preocupação com o momento político do país, tendo em vista que para a criação de uma nova universidade é preciso que o Congresso aprove. (Jornal do Tocantins)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.