A discussão sobre sexualidade como uma construção social e cultural na produção do imaginário vai conduzir a última etapa do I Ciclo de Debates do Grupo de Pesquisa em Gênero, Etnicidade e Sexualidade em Contexto Interétnicos (GESCI). O evento será realizado nesta terça-feira (24), no Campus da Universidade Federal do Tocantins (UFT), em Tocantinópolis, e terá inicio às 15h.

Essa etapa conta com a apresentação de uma pesquisa de mestrado e um texto sobre sexualidade indígena, com o objetivo de discutir o contraponto das pesquisas desenvolvidas em contextos diferenciados. O enfoque será a problematização das especificidades de cada campo de pesquisa, atentando para as questões éticas implicadas quando as próprias sexualidade e subjetividade do pesquisador são colocadas em pauta.

O coordenador do GESCI, Rafael Noleto, explica que nos debates anteriores houve a preocupação em mostrar que a temática da sexualidade não é uma discussão recente. “O saldo tem sido positivo, pois os integrantes do GESCI estão aos poucos adquirindo um repertório teórico mais amplo e variado”, completa Rafael. O grupo planeja dar seguimento às ações que promovem debates de gênero e sexualidade no Campus. (Ascom UFT)

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.