11232121_501189376714210_7006368877376478178_n

Na tarde deste sábado, 20, prefeitos, vereadores, secretários municipais, líderes de movimentos sociais e representantes de municípios se reuniram na Câmara Municipal de Araguatins, para tratar de questões estratégicas de ação dos municípios, relativas a construção da Hidrelétrica de Marabá, que atingirá os estados do Pará, Maranhão e Tocantins.

No site do Ministério do Planejamento consta que os municípios impactados serão os paraenses de Bom Jesus do Tocantins, Brejo Grande do Araguaia, Marabá, Palestina do Pará, São Domingos do Araguaia-PA e São João do Araguaia. Os tocantinenses, Ananás, Araguatins, Esperantina e São Sebastião do Tocantins. E os maranhenses São Pedro da Água Branca e Vila Nova dos Martírios-MA.

Paralelo a isso, Nova Ipixuna-PA também busca ser incluído na lista de municípios impactados. O deputado federal, Beto Salame (PROS), apresentou um estudo junto a ELETRONORTE, mostrando que o município também será atingido.

Espera-se que a Hidrelétrica de Marabá contará com potência média de 1.850 megawatts (MW), com energia firme de 1.020 (MW). A área inundada será de 660 km², desabrigando pelo menos 10 mil pessoas.

Reunião em Araguatins

Prefeito de Marabá, João Salame (PPS); de São Domingos do Araguaia, Pedro Paraná (PPS), Josenildo Marques, secretário de Administração de Araguatins e o Vanderlucio (PMDB), prefeito de Vila Nova dos Martírios
Prefeito de Marabá, João Salame (PPS); de São Domingos do Araguaia, Pedro Paraná (PPS), Josenildo Marques, secretário de Administração de Araguatins e o Vanderlucio (PMDB), prefeito de Vila Nova dos Martírios

Na reunião deste sábado, compareceram os prefeitos de Marabá, João Salame (PPS); de São Domingos do Araguaia, Pedro Paraná (PPS) e o Vanderlucio (PMDB), de São Pedro da Água Branca. Enviaram representantes os municípios de Araguatins, Ananás, Vila Nova dos Martírios, Nova Ipixuna e Brejo Grande do Araguaia. Já os poderes executivos de Esperantina, Palestina do Pará, Bom Jesus do Tocantins, São João do Araguaia e São Sebastião, não enviaram representantes.

Vereadores de diversos municípios envolvidos também marcaram presença.

Nos debates os municípios envolvidos entraram em consenso sobre a criação de um Consórcio Municipal para encabeçar oficialmente as articulações e também a constituição de um Conselho Socioambiental composto por secretário de meio ambiente e entidades sociais.

Outro encaminhamento definido na reunião foi uma visita técnica dos representantes municipais ao local de construção da futura hidrelétrica de Marabá, ao canteiro de obras da Hidrelétrica de Belo Monte e à Hidrelétrica de Tucuruí. As visitas ficaram pré-agendadas para agosto.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.