11263023_488649474634867_8895300905569964110_n

O vereador peemedebista, Leocy Mota, usou a Tribuna da Câmara Municipal, na noite desta segunda-feira, 22, para sugerir que o município de Araguatins elabore um estudo próprio sobre os impactos causados pela construção da Usina Hidrelétrica de Marabá.

Leocy argumenta que o município precisa estar preparado para fazer as cobranças necessárias e tentar amenizar as perdas que terá com a implantação do projeto.

Com um custo estimado de R$ 12 bilhões, com um prazo de construção médio de oito anos, a hidrelétrica de Marabá deverá, caso construída, ser uma das maiores do país, com capacidade de produção de 2.160 megawatts, tornando-se um aporte considerável para o Sistema Interligado Nacional.

O parlamentar disse que o referido estudo deve envolver não apenas técnicos, mas também os diversos seguimentos da sociedade araguatinense, para a elaboração de uma pauta que atenda de forma completa a comunidade.

“Nós temos que ter o nosso estudo próprio para não ficarmos reféns do que os técnicos do consórcio construtor venham nos falar ou propor. Temos que também ter conhecimento do que efetivamente vamos perder para poder cobrar”, disse.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.