Keops Mota agredido na rua Tiradentes
Keops Mota agredido na rua Tiradentes

Na semana passada um episódio de selvageria e descontrole assustou e indignou quem viu a cena. Por volta das 12h, da terça-feira, dia 23, o pré-candidato a prefeito de Augustinópolis, Keops Mota, transitava pela rua Tiradentes, quanto foi abordado por um funcionário da Prefeitura Municipal, que desceu de uma motocicleta e desferiu dois socos contra o jovem, acertando seu rosto e costa.

Keops disse que foi socorrido por uma dona de casa que lhe deu abrigo. “Estava descendo a rua, quando ele parou e moto na minha frente, desceu e desferiu o primeiro tapa. Meu óculos caiu, fui pegar o óculos e tentei sair de perto dele, quando desferiu o segundo soco nas costa. O primeiro foi no rosto. Eu corri para a casa da dona Marlene e ele ficou na rua me ameaçando”, relatou a vítima.

Perguntado se sabia quem era o agressor, Keops disse que se trata de um funcionário comissionado da Prefeitura Municipal de Augustinópolis, conhecido como Carlão da Prefeitura. Keops disse que registrou o caso na Delegacia de Polícia.

Questionado sobre o possível motivo da agressão, Keops afirmou que suspeita que a atitude tenha tido motivação política. “Tenho suspeita, não vou afirmar se foi isso mesmo, mas acho que tenha sido por uma publicação no Facebook, onde comparei a prefeita a uma ameba. Eu reconheci meu erro e logo no outro dia publiquei uma retratação que está lá no meu Facebook. Tudo leva para ser esse o motivo”, afirmou.

Keops disse ainda que depois do fato, já encontrou duas vezes o agressor. “A primeira vez ele me encarou e pensei que iria me agredir novamente”, contou.

Nossa equipe conversou com duas pessoas que testemunharam o fato, as duas afirmaram que Carlão agrediu gratuitamente Keops, que passava pela rua. As duas pessoas afirmaram ainda que após desferir os socos, Carlão saiu gritando descontroladamente que a surra era para Keops aprender a nunca mais mexer com a prefeita Deija.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.