Sem títuloO comerciante João Batista Muniz, de 52 anos, foi preso por policiais militares de Buriti do Tocantins devido a um mandado de prisão preventiva em aberto contra ele, pelo juiz da 11ª Vara Criminal de Goiânia, em que ele responde a um processo por estupro. A prisão aconteceu na tarde desta sexta-feira (05), após os militares serem informados anonimamente de que João era foragido da justiça. Diante da denúncia, os policiais realizaram uma consulta ao sistema de informações INFOSEG, vindo a constatarem que realmente havia um mandado em aberto.

Ante aos fatos, o comerciante foi conduzido até a Delegacia de Polícia Civil de Augustinópolis, onde foi apresentado à autoridade policial para adoção das medidas cabíveis. Após as formalidades, ele foi recolhido a uma das celas do presídio local, onde aguarda sua transferência para Goiânia, cidade onde ocorreu o crime. O crime de estupro prevê uma pena que pode variar de 6 a 10 anos de reclusão, conforme consta no artigo 213 do código penal. (Patrulha na Net)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.