Além dos momentos de fé e devoção, o festejo de Santo Antônio, no Largo da igreja da cidade de Balsas também ganha destaque com os pratos típicos da culinária regional. O evento, que reúne centenas de fiéis todos os anos durante 13 noites, conta com uma variedade de barracas que convidam visitantes a provar o que há de melhor no período junino.

Quem já acompanha a tradição da festa santa garante que não consegue passar pelo o local sem antes degustar as guloseimas oferecidas entre as bandeirolas simetricamente decoradas. O festival de delícias como paçoca, vatapá, canjica é um convite a mais ao paladar dos frequentadores.

Pelo menos é o que garante o mecânico José do Espírito Santo que, ao lado de sua família, provou e aprovou o sabor do arroz Maria Isabel. “Hoje eu comi só a canjica. A minha esposa está comendo a Maria Isabel com a paçoca e os meninos também. Está tudo muito gostoso”, revela o mecânico.

Além dos pratos tradicionais, o festejo também privilegia o cardápio do lugarejo. Como é o caso da panelada, que foi aprovada pelo agricultor Hermínio Suzuki, que conhecia o prato, mas com outro nome. “Eu já conhecia lá fora, mas como panelada eu vim conhecer aqui. Para nós é douradinha”.

COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.